ÁCIDO ÚRICO, perigo para o seu coração

Por que nós, cardiologistas, sempre nos exames de rotina, pedimos para dosar também o Ácido Úrico.
Não basta somente o colesterol, triglicérides, glicemia?
A resposta é Não, não basta.


Precisamos também saber a medida do seu ácido úrico sanguíneo.


Vamos primeiro saber o que é o ácido úrico:

Está entre as substâncias produzidas pelo nosso organismo, através de várias reações químicas de algumas substâncias, que vão originar no seu produto final, o ácido úrico.


Parte desse ácido úrico permanece no sangue e parte é eliminado pela urina, através dos rins.


Quando ele é eliminado de uma maneira deficiente ou quando é produzido em grande quantidade, ou quando sofre interferência de algumas medicações,


Quando encontramos o Ácido Úrico elevado, temos a hiperuricemia, e se formam pequenos cristais que podem se depositar em vários lugares do corpo. mais comum em algumas articulações, como punho, tornozelo e dedos, causando a GOTA. Podem se depositar também nos rins, levando ao cálculo renal - LITÍASE RENAL e NEFROPATIA ÚRICA. E para os cardiologista é importante, porque podem aumentar a chance de doenças cardiovasculares.


O mecanismo que pode levar ao aparecimento das doenças cardiovasculares se deve a uma maior associação com inflamações nas paredes das artérias coronarianas e favorecimento da aterosclerose e trombos.


Basta um simples exame de sangue e pronto, fazemos o diagnóstico se está elevado ou não.


Algumas orientações em caso de hiperuricemia são: evitar ingestão abusiva de carne vermelha, frutos do mar, cerveja, alguns grãos. Beba muita água, isso ajuda na eliminação do excesso pela urina.


Em alguns casos é necessário tratamento medicamentoso.


Não se esqueça, consulte sempre seu médico.



0 comentário