Musculação ajuda a diminuir o risco de infarto



Estudo recente, publicado em importante revista internacional de medicina do esporte, onde foram avaliados cerca de 13 mil adultos, concluiu que levantar peso, por cerca de 1 h por semana, ajuda a diminuir o risco de infarto em até 70%.


Um dos primeiros estudo a associar levantamento de peso à prevenção do infarto e derrame cerebral, realizado pela Universidade Estadual de Iowa – EUA.


Os resultados mostraram que treinos de resistência são benéficos no controle dessas doenças, independentemente de estarem associados ou não a uma atividade aeróbica.


A musculação, conhecida como a atividade que mais promove o aumento de força e massa muscular, contribui muito para reduzir diversos fatores de risco para a saúde cardiovascular.

As doenças que afetam a saúde do coração, como o diabetes, a obesidade e a hipertensão, estão diretamente relacionadas à qualidade de vida das pessoas.


As mulheres que praticam musculação regularmente apresentam um menor risco cardiovascular para todas as faixas etárias.


Porém, um detalhe importantíssimo: Exames médicos e físicos são essenciais antes de começar qualquer atividade física.


A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda 30 minutos de atividade física, praticada no maior número de dias por semana, sempre reservando pelo menos um para o descanso.

Atividade física, aliada a uma boa alimentação e uma suplementação adequada são extremamente benéficos para seu organismo.


Se engana quem acha que levantar peso é prejudicial para o coração, mesmo um treinamento leve com halteres consegue diminuir o risco de ataque cardíaco ou derrame. O benefício pode ser adquirido independentemente de exercícios aeróbicos frequentes estarem presentes na rotina.


Dr. Giulio Cesare - Medico do esporte e do Trabalho - Cardiologista

0 comentário