Por que Morte Súbita durante exercício te assusta? E saiba como evitar

Apesar de tanto insistirmos no assunto da prevenção, vemos mais e mais casos de morte súbita relacionados ao esporte!

Alarmante?

Sim e não!

Nesses 4 ou 5 meses, somente no ano de 2016, notícias evidenciam vários casos de jovens, com menos de 35 anos, alguns atletas profissionais, outros, amadores, e alguns apenas praticante de atividades físicas.


Sim, é alarmante, porque evidencia que o assunto prevenção, realmente é importante,

Não, não é alarmante, porque o sedentarismo mata mais do que a atividade física.


Milhões de mortes por ano são relacionadas ao sedentarismo, segundo a OMS, mais de 3 milhões.


Podemos afirmar com certeza, que mais de 95% das mortes durante atividade física, nesses jovens, abaixo dos 30-35 anos, estão relacionadas a problemas cardiovasculares, doenças cardíacas congênitas, arritmias, e algumas relacionadas a insuficiência coronariana, infarto, AVC, por exemplo. Não podemos desconsiderar os fatores externos, como hipertermia (altas temperaturas do atleta), desidratação e distúrbios metabólicos, infelizmente o uso de substâncias, algumas deletérias a saúde também são encontradas, como esteroides anabolizantes, os hormônios (GH e DHEA), além dos perigosos termogênicos e drogas ilícitas como cocaína. Mas, você deve e tem motivos para fazer atividade física! Antes, lógico, procure um médico, um cardiologista e saiba como anda seu coração e quais os tipos de exercício você pode praticar ou não, um nutricionista, um profissional qualificado de educação física ou fisioterapia também seria importantes nessa avaliação multidisciplinar. Lembrando que sempre é ressaltado, atividade física não mata, mas as doenças não diagnosticadas, excessos e uso de substâncias, sim. Confira nessa entrevista, no programa TUDO POSSO, na Rede Família, Dr. Giulio Cesare, com o apresentador Rafael Faria, mais sobre o assunto.