Pressão arterial e Covid-19


A hipertensão arterial é um fator de risco importantíssimo para as doenças cardiovasculares, responsáveis pelas principais causas de morte em nosso país e no mundo, como o infarto do miocárdio e o derrame cerebral.


O que piorou nos momentos atuais, é que os indivíduos hipertensos, com a pressão arterial descontrolada, estão entre aqueles que tem mais chances de complicações decorrentes da infecção pelo novo coronavirus.


O controle da pressão arterial, seja com a mudança de estilo de vida para hábitos saudáveis e o uso correto da medicação, é extremamente importante. Haja visto que a mortalidade média da Covid-19 para a população em geral é de cerca de 3%, variando consideravelmente de país para país. Nos portadores de doenças cardiovasculares em geral, a taxa salta para 10,5%.


Em geral, o cardiopata tem um endurecimento das artérias e outras alterações que comprometem o fluxo sanguíneo para o pulmão e a má circulação comprometida dificulta a chegada de anticorpos e células de defesa nos locais atingidos por infecções

A Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH) orienta a reforçar os cuidados com o controle da pressão arterial. Nos meses de abril e maio, quando se comemoram o Dia Nacional de Prevenção e Combate a Hipertensão (26 de abril) e o Dia Mundial da Hipertensão (17 de maio), a SBH reforça a todos para cuidar da pressão arterial, periodicamente e com o máximo de cuidado.


A SBC (Sociedade Brasileira de Cardiologia), recomenda que os hipertensos reforcem medidas de prevenção, como evitar aglomerações, prevenção com máscaras e álcool em gel, lavagem constante de mãos, uso correto dos anti-hipertensivos, controle adequado dos níveis pressóricos, manter uma rotina saudável. O que vale, aliás, para portadores de doenças cardiovasculares no geral.


Contato Cardiologista

0 comentário