Como fazer uma bomba para seu coração: Álcool + Energéticos


Você já ouviu falar sobre os perigos da mistura entre álcool e energético

Hoje, confesso a vocês que o uso de bebidas energéticas, que se expandiu entre os jovens, nos últimos anos deve ser tratada como alerta. Principalmente se o produto é associado à ingestão de álcool e este tipo de comportamento é facilmente identificado entre aqueles que frequentam bares e boates.

Basicamente porque os energéticos possuem cafeína e a substância pode causar arritmia cardíaca. Por outro lado, sabemos que o álcool também pode provocar alteração no ritmo do coração, tóxico quando ingerido em altas doses.

Vejamos alguns dos problemas, a redução da sensação de cansaço, quando se mascara esta sensação, obriga-se o corpo a trabalhar além do que ele suporta, isso pode gerar problemas, já que o organismo precisa de um tempo para se recompor; o álcool e os energéticos estão relacionados ao aumento da pressão cardíaca; a combinação destas bebidas ainda pode provocar aceleração nos batimentos do coração e dores no peito (angina), a mistura potencializa o risco de arritmias, há casos descritos de adolescentes que, após ingerirem energéticos, desenvolveram taquicardias que precisaram ser revertidas nos hospitais; quem costuma ingerir a mistura geralmente consome mais álcool do que o normal, já que o sabor do energético mascara o gosto forte do álcool; outra situação é o agravamento de problemas cardíacos, já que algumas pessoas tem problemas cardíacos assintomáticos e não sabem da existência da doença.

Segundo a Anvisa, os primeiros alertas se devem ao fato de o produto ter uma “elevada quantidade de cafeína em sua formulação”, além da taurina, substâncias estimulantes, com o risco maior estando na dosagem, principalmente para quem tem sensibilidade à cafeína ou predisposição à arritmias. Uma lata equivale a três xícaras de café, não se deve tomar mais do que duas latas em um dia só.

Como podemos perceber uma intoxicação por cafeína? Geralmente é manifestada pela presença de ansiedade, insônia, desconforto no estômago, tremores, taquicardia, agitação.

A procura por atendimento de pacientes com sintomas causados pela combinação é maior em dias de festa, em geral com crise de taquicardia, de angina do peito, com dores no peito, e casos que pode suspeitar até início de infarto, pode levar ao aumento da pressão arterial e causar palpitações (taquicardia).

Portanto, como você já pode concluir após a leitura desse artigo, evite a combinação de energéticos e álcool.

Escreva-me dando sua opinião, perguntas e sugestões, vou adorar saber o que achou do artigo e como melhorar nossa interação. Mande um e-mail para contato@falandodecoracao.com

Pareceu interessante?

Curta! Compartilhe com os amigos

#falandodecoração #sintomas #transtornos #infarto #drgiuliocesare #saúde #coração #arritmias

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
(11) 2645-3445
(11) 97169-8814
whatsapp

Segunda - Sexta      08:00 - 18:00
 

Rua Cristiano Viana, 131 - Cerqueira Cesar | São Paulo cep 05411-000 fone: (11) 2645-3445