Não combinam: Obesidade e Coração saudável

Todo começo de ano, sempre pensamos em novas metas, ou até mesmo consideramos metas antigas que não atingimos e colocamos na lista de tarefas para o ano.

Pois então vais uma importantíssima pro leitor não esquecer, OBESIDADE e CORAÇÃO SAUDÁVEL, não combinam.

Então, pensando que inteligente como é, deve preferir a opção de ter um coração saudável, está mais do que na hora de bolarmos estratégias para eliminar a obesidade.

Primeiro, como definirmos se somos obesos ou não? Simples, com um cálculo fácil, descobrimos nosso índice de massa corpórea, o famoso IMC e através dele observamos se estamos acima do peso ou não.

O IMC é calculado, baseado na altura e no peso do indivíduo.

IMC: Peso / altura² ( peso em kgs, dividido pela altura, em metros, ao quadrado)

Exemplo: uma pessoa de 90 kgs, com 1,75 metros, calculamos: 90/1,75 x,175.

Com o resultado obtido chegamos a seguinte classificação:

IMC Classificação

18,5 a < 25 Saudável

25 a < 30 Sobrepeso

30 a < 35 Obesidade Grau I

35 a < 40 Obesidade Grau II (severa)

> 40 Obesidade Grau III (mórbida)

Calcule o seu:

Um IMC normal está entre 18 e 25, acima de 30, é considerado obeso.

E por que a obesidade preocupa, ou melhor, não combina com um coração saudável? São vários os tipos de problemas cardíacos que podemos encontrar relacionados a obesidade.

  • Hipertensão arterial: a obesidade é um dos grandes fatores para o desenvolvimento da pressão alta, extremamente nociva ao seu coração.

  • Doença arterial coronariana: A obesidade é um fator de risco para a doença da artéria coronária (DAC) que resulta de placas de colesterol que se formam nas artérias do coração.

  • Insuficiência cardíaca: os obesos apresentam o dobro de chance de ter descompensação cardíaca.

  • Fibrilação atrial: Também é um fator de risco para a fibrilação atrial, um tipo de ritmo anormal do coração. Em muitos casos, a fibrilação atrial é observada na insuficiência cardíaca. Portanto, as vias entre a obesidade, insuficiência cardíaca e a fibrilação atrial são fortemente relacionadas.

  • Morte súbita relacionada ao coração: Alguns estudos têm mostrado que a obesidade está ligada a uma chance mais alta de morte cardíaca súbita, mesmo em pessoas sem DAC, insuficiência cardíaca ou outros tipos de doença cardíaca.

Portanto, como dissemos no início: coração saudável e obesidade não combinam!

Para a prevenção e o tratamento da obesidade, recomendamos uma dieta saudável combinada com exercícios aeróbicos, em casos mais graves, cirurgia bariátrica tem sido um grande avanço como opção. Converse com o médico se tiver dúvidas ou preocupações sobre os problemas cardíacos relacionados à obesidade.

O que achou desse artigo?

Escreva-me dando sua opinião, perguntas e sugestões, vou adorar saber o que achou e como melhorar nossa interação. Mande um e-mail para contato@falandodecoracao.com

Pareceu interessante?

Curta! Compartilhe com os amigos

#doençascoronarianas #pressãoarterial #cardiologia #arritmias #dieta #sedentarismo #tratamento #saúde #obesidade

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
(11) 2645-3445
(11) 97169-8814
whatsapp

Segunda - Sexta      08:00 - 18:00
 

Rua Cristiano Viana, 131 - Cerqueira Cesar | São Paulo cep 05411-000 fone: (11) 2645-3445