Acidente Vascular Cerebral, conheça os fatores de risco

Nada melhor do que saber quais as chances de ser acometido por uma ou outra doença, do que saber mais sobre ela.


E um dos assuntos principais quando falamos em prevenção é saber quais são as chances, quais são os fatores de risco de desenvolver o AVC - derrame cerebral.


Podemos separar os fatores de risco do AVC em 2 grandes grupos: Fatores de risco não modificáveis e os fatores de risco modificáveis.

Vamos primeiro, nos fatores de risco não modificáveis, assim chamados, porque infelizmente, não conseguimos atuar em cima deles: são a idade, sendo mais comuns em indivíduos após os 55 anos, sendo mais raro antes dos 40 anos. O sexo, mais comuns em homens do que em mulheres. Em relação a raça, os afro-americanos tem maior probabilidade e pra finalizar, a genética: as pessoas com histórico familiar, tem 30% mais de chances de terem um AVC, isso vale mais ainda para as mulheres.


E agora, aonde você deve se atentar e corrigir seus defeitos, os fatores de risco modificáveis, estes sim conseguimos controlar e aperfeiçoar, diminuindo e muito as chances de ter um AVC. o principal deles, o grande causador, a Hipertensão Arterial, sendo ideal para evitar o risco de AVC pela pressão, que ela se mantenha abaixo de 140/90. Tabagismo, por aumentar a viscosidade sanguínea, deixando mais espesso e dificultando a circulação. Diabetes, dados mostram que mais de 20% dos diabéticos tiveram AVC.


Dislipidemias, como aumento de colesterol e triglicérides, também fazem com que a circulação sanguínea seja muito prejudicada, favorecendo o derrame cerebral.


Dieta, diminuir o sal e aumentar o consumo de frutas e vegetais são essenciais para o controle desse fator de risco.


Atividade Física, comprovadamente melhora a circulação sanguínea.


Obesidade, fator de risco muito encontrado nos portadores de AVC. Cardiopatias, principalmente algumas arritmias, que favorecem a formação de coágulos que são impulsionados e causando obstrução na circulação cerebral. Alcoolismo, também um dos fatores causadores do AVC.


Portanto, podemos observar que a grande maioria dos fatores de risco, podemos ter controle sobre eles, e além disso, a atividade física, além de por si só melhorar a circulação sanguínea, também diminui e atua sobre a diminuição dos outros fatores de risco, como pressão alta, obesidade, dislipidemias, diabetes por exemplo.

Compartilhe com que alguém gostaria de saber sobre esse assunto que acabou de ler!

#DrGiulio #GiulioCesare #DrGiulioCesare #Médico #Cardiologista #Cardio #Cardiologia#ProcureUmCardiologista #SaúdeDoCoração #CuideDeQuemBatePorVoce #CoracaoSaudavel #MedicinaEsportiva #MédicoDoEsporte #MédicoDoEsporteSP #Esporte #EsporteFino #Saúde #SP #ZeroOnze #Ampai #Agende


Dúvidas e agendamentos de consultas fale diretamente comigo clicando aqui



0 comentário