É tempo de calor, mas não esquente seu coração!!!

Evite a desidratação!

Vem chegando o verão, como já dizia Marina, e com ele o calor, cada vez mais intenso por aqui, tempo de usar menos roupa, tempo de querer estar mais em forma, o que o autor desse artigo discorda, devemos manter o corpo saudável o tempo todo.


As práticas de exercícios se intensificam, assim como as atividades esportivas recreativas. Para evitar riscos para a saúde é preciso hidratar-se bebendo muita água.


“A água desempenha uma função de regular a temperatura corporal e durante a prática da atividade física, suamos muito e com o suor, além da água, ocorrem perdas significativas de minerais (sódio, potássio) que são fundamentais para a regulação das funções orgânicas do corpo. Por este motivo, uma hidratação adequada é importante para que a atividade física seja sinônimo de saúde e não de doença”.adverte Cibele Gonsalves, nutricionista e diretora científica do Departamento de Nutrição da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (SOCESP).

A perda de suor é variável, conforme a intensidade e duração da atividade física sendo praticada, fatores ambientais durante o exercício também são importantes. E caso haja um balanço negativo no equilíbrio entre a perda e o ganho de líquido, corremos o sério risco de apresentarmos desidratação e consequências ao coração e todo o sistema cardiovascular, podem ocorrer.



Exemplos como aumento da frequência cardíaca, problemas com a circulação, são os mais comuns.


O aumento da frequência cardíaca se dá devido a diminuição do volume sanguíneo e se a desidratação for de 10%, a pessoa pode ter tonturas, dificuldades de concentração e espasmos musculares.


Como combater?

Fundamental consumir 500ml de água, 2h antes de praticar exercícios, e a cada 20 minutos, a pessoa tome um copo de água e imediatamente após o término do exercício, em até 30 minutos, uma refeição rica em carboidratos, para repor a energia gasta com o consumo de glicogênio. E o uso de isotônicos?


Apenas com recomendação de um profissional. Em algumas situações, além da perda de líquido, perdemos também sai minerais. Isotônicos são bebidas à base de água, sais minerais e carboidratos. Só há necessidade de consumi-los se você perder mais de 2% de peso corporal durante a atividade física. Ideal para esforços mais prolongados, corridas de longa distância e maratonas.


Alguns sinais de alerta:


Evitar atividade física nos horários de calor mais intenso é recomendado. Boca seca, sonolência, sede, diminuição da diurese (micção), pele seca, prisão de ventre, dor cabeça, tonturas e vertigens são sintomas da falta de hidratação do corpo. Exercícios entre as 10h e 15h, também devem ser evitados.



No coração!


Ocorre uma diminuição do volume sanguíneo, reduzindo o fluxo para irrigar o coração, cérebro, músculos e todos os principais órgãos. Quanto menor o fluxo sanguíneo, menor será o fluxo de oxigênio recebido pelos órgãos vitais, diminuindo a capacidade para exercerem as suas funções.


A desidratação torna o sangue “mais espesso”, mais viscoso e mais difícil de circular no sistema cardiovascular, podendo assim aumentar o risco de doenças cardiovasculares.


Hipertensão, pode ser observada em casos mais graves. Arritmias também são observadas.


Portanto, a melhor medida a ser tomada é: Hidratem-se!!!

Compartilhe com que alguém gostaria de saber sobre esse assunto que acabou de ler!


#DrGiulio #GiulioCesare #DrGiulioCesare #Médico #Cardiologista #Cardio #Cardiologia #ProcureUmCardiologista #SaúdeDoCoração #CuideDeQuemBatePorVoce #CoracaoSaudavel #MedicinaEsportiva #MédicoDoEsporte #MédicoDoEsporteSP #Esporte #EsporteFino #Saúde #SP #ZeroOnze #Ampai #Agende


Dúvidas e agendamentos de consultas fale diretamente comigo clicando aqui



0 comentário